Collab é o novo quente!

Collab é o novo quente!

Collab é o novo quente!

Existe, sim, uma receita ótima para uma parceria de sucesso. Seja na música ou na moda, o feat - do inglês featuring - se tornou a maior ferramenta na hora de criar algo. Mas, para quem acha que uma boa collab não existe uma boa receita, aqui vão algumas dicas para entender melhor como fazer de uma parceria algo de sucesso. 

PESQUISA

Quem são? Onde vivem? O que curtem? O que ouvem? Como pensam? Esses são apenas alguns questionamentos a serem feitos antes de pensar com quem colaborar. Essas perguntas servem tanto para ser você pretende aceitar uma parceria, como se pensa acha que o seu projeto precisa ser feito a quatro ou mais mãos.

Pesquise. Entenda quem é ou são as pessoas que podem contribuir com seu trabalho. Às vezes, acabamos ficando imersos na famosa "bolha", o que nos faz andar, conversar e conviver com aqueles que têm pensamento similar ao nosso. Porém, o ponto de virada do sucesso da sua carreira pode estar no trabalho coletivo com quem você menos imagina. O importante é entender que cada indivíduo tem suas forças e suas fraquezas, e que, no outro pode a linha que faltava para sua agulha. 

SUGESTÃO

Estar abertx para novas pitadas de sugestões é algo essencial para a evolução de um trabalho e, claro, para o sucesso em uma collab. Aqui, é importante prestar atenção de onde partem tais sugerimentos. A crítica do outro deve ser, antes de tudo, embasada. Seja por um experiência própria ou por um conhecimento adquirido em cursos e workshops. Fora isso, os tão famosos "achismos" devem ser levados apenas como comentários, já que, de maneira prática, não contribuem efetivamente.  

VERDADE

Uma colaboração não é genuína se não existir verdade naqueles que pretendem colocá-la em prática. Ideais similares são essenciais para que a coisa realmente aconteça. Mas, acima de tudo, a verdade no trabalho de todos os envolvidos é que vai determinar o sucesso do projeto. Hoje, vemos muitas colaborações pautadas, acima de tudo, em gerar receita. Coisas assim, a princípio, podem até dar lucro, mas, em algum momento - geralmente, a curto prazo - tendem a desmoronar e, aí sim, mostram que todo aquele papo comercializado no Instagram, YouTube e Facebook, na verdade, não passava de um mero contrato assinado. Junto do sumiço dos likes a tendência é que, cada vez mais, o conteúdo ou o produto gerado tenha realmente algo a contar e que seja digno de receber uma curtida.

 

Aqui na LOF, você encontra um espaço para conhecer, conectar, trocar e dar vida à sua criação. Vem conhecer nossos espaços na Casa Verde e no Bom Retiro!

Deixe um comentário

* Necessário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados